Gramática » Verbo » Curiosidades Sobre Alguns Verbos 

Curiosidades Sobre Alguns Verbos:

O verbo "preterir", que significa "deixar de parte, desprezar, rejeitar", é conjugado como tantos verbos portugueses que terminam em "erir" (ferir, conferir, preferir, aderir).

Exemplos:

Eu firo, eu confiro, eu prefiro, eu adiro, eu pretiro.
Lembre-se de que "preterir" é antônimo de "preferir". Se alguém deve escolher para morar entre o Rio de Janeiro e São Paulo e prefere o Rio, acaba preterindo a cidade de São Paulo.

Há ou Havia ?
Qual é a forma correta?
"Ela estava em cena Há mais de uma hora." ou "Ela estava em cena havia mais de uma hora."
Segundo o princípio da correspondência dos tempos verbais, devemos dizer que "ela estava em cena havia mais de uma hora", porque o verbo que acompanha a forma "havia" está no pretérito imperfeito (=estava, fazia, era). Assim também se daria se estivesse no pretérito mais-que-perfeito (=estivera, fizera, soubera, tinha estado, havia feito).
Em caso de dúvida, podemos usar o seguinte "macete": substituir o verbo " haver " pelo " fazer ". Se o resultado da troca for " fazia " (e não " faz "), use " havia " (e não " há ").

Exemplos:

" Estava sem comer havia (=fazia) três dias."
" Havia (=fazia) dez anos que o clube não era campeão."
"Ela estivera naquela cidade havia (=fazia) muito tempo."
É importante observar que a ação se encerrou. A forma há (=faz) indica que a ação verbal prossegue. Veja a diferença:
" Havia dez anos que o clube não era campeão." (=o clube acabou de ganhar o campeonato);
" HÁ dez anos que o clube não é campeão." (=o clube continua sem ganhar o campeonato).

COMO É CORRETO DIZER?

"Ele disse que chegaria cedo, mas chegou às 5h"; ou "Ele tinha dito que chegaria cedo, mas chegou às 5h".

A diferença entre disse e tinha dito é o tempo verbal: disse está no pretérito perfeito e tinha dito, no pretérito mais-que-perfeito do indicativo.

O pretérito perfeito indica uma ação concluída no passado: "Ele disse, saiu, fez..."; o pretérito mais-que-perfeito indica uma ação anterior a outra ação que já está no passado:

"Quando eu cheguei (pretérito perfeito = ação já passada), ele já tinha dito ou dissera ou havia dito, tinha saído ou saíra ou havia saído, tinha feito ou fizera ou havia feito (pretérito mais-que-perfeito = ação anterior à ação já passada)".

Assim sendo, a frase correta é: "Ele tinha dito que chegaria cedo, mas chegou às 5h". A ação de "dizer" é anterior a ação de "chegar". O pretérito mais-que-perfeito é o passado do passado.

O verbo "argüir" não é defectivo. A primeira pessoa do singular do presente do indicativo é "eu arguo". O detalhe é que não há acento agudo na vogal "u", embora a sílaba tônica seja a penúltima (="gu"). Devemos pronunciar e escrever "arguo".

O VERBO SOER

Você já ouviu alguém dizer "como sói acontecer"? "Ele chegou atrasado, como sói acontecer." A frase é erudita, e você precisa conhecê-la. "Sói" é a terceira pessoa do singular do presente do indicativo do verbo "soer". E o que significa "soer"? Vamos aos dicionários:

"ser comum, freqüente; ocorrer geralmente; costumar". Então "sói" significa "é comum", "ocorre geralmente": "Ele chegou atrasado, como é comum acontecer."