Gramática » Verbo » Verbos Unipessoais 

Verbos Unipessoais:

São aqueles que só podem ser conjugados na terceira pessoa do singular ou do plural.

Exemplos: Verbos "ocorrer", "acontecer" e que expressem vozes de animais (cacarejar, miar, latir, etc.).

Ocorreu um acidente de carro em frente ao meu edifício.
Ocorreram tumultos na manifestação de ontem no centro da cidade.
Acontecerá uma festa no clube.
Coisas boas acontecem de repente.
Aquele gato preto miou a noite inteira.

Outros tipos de verbos unipessoais são os chamados VERBOS IMPESSOAIS que não possuem sujeito e, por isso, convencionou-se conjugá-los na terceira pessoa do singular.

Assim temos:

- Verbos que expressam fenômenos da natureza.

Exemplos:

Choveu muito ontem à noite, mas amanhecerá com sol, disse a Meteorologia.
Relampejou e trovejou durante duas horas.

- Verbo FAZER, indicando temperatura ou tempo decorrido (horas, dias, meses, anos, etc.).

Exemplos:

Fez muito calor no domingo.
Faz dois anos que não a vejo.

- Verbo HAVER, com sentido de existir ou ocorrer.

Exemplos:

Houve momentos de muita emoção durante a viagem.
Havia muitas dúvidas com a nova lei.
Haverá muitos interessados em sua casa, caso a venda.
Nunca houve grandes desavenças entre mim e Clara.

Observação: pela norma culta, é inadequado empregar-SE o verbo "ter" com o sentido de existir, sendo, neste caso, indicado utilizar-se o verbo haver.

Exemplos:

Não tem ninguém na sala de aula. (desaconselhável)
Não há ninguém na sala de aula. (certo)
Tinham muitos candidatos para aquele concurso. (desaconselhável)
Havia muitos candidatos para aquele concurso. (certo)
O verbo "haver" também pode ser usado como sinônimo de "fazer", na indicação de tempo transcorrido, de intervalo entre dois fatos. Nesse caso, os dois se comportam do mesmo modo, isto é, sem variação.

Exemplos:

Moro aqui há dez anos; equivalente a "Moro aqui faz (e não 'fazem') dez anos.
Assim, quando se usa o verbo haver para indicar idéia de tempo transcorrido, isso quer dizer que o tempo já transcorreu, já passou. Desta feita, não é necessário empregar a palavra "atrás" em frases como "Eu estive em Paris há vinte anos atrás". Isto é redundante como "Entrei para dentro", ou "Saí para fora". Assim como basta dizer "Entrei", ou "Saí", basta dizer "Estive em Paris há vinte anos".

Vejamos alguns dos vários significados do verbo HAVER:

1. Como sinônimo de "comportar-se", "sair-se";

Exemplos:

Apesar de ter bebido muito, Miguel não se houve mal na festa.
Os alunos não se houveram bem na prova.

2. Com o significado de "obter", "conseguir";

Exemplos:

Apesar de tudo, elas não houveram o perdão do pai.
Só com muito trabalho eu haverei o sucesso.

3. Com o sentido de "julgar", "considerar";

Exemplo: O juiz houve por bem anular o julgamento.

4. Com a significação de "entender-se".

Exemplo: Um dia ela terá que haver-se comigo.

Esse verbo pode, ainda, ser empregado como auxiliar na formação dos chamados tempos compostos.

Exemplos:

Haveríamos feito o trabalho se não fosse a chuva.
Ela havia procurado o médico por todo o hospital.
O verbo haver cabe ainda em expressões como "Hei de conseguir", "Você há de vencer", etc.

CURIOSIDADE:

Consultando os dicionários, poderemos constatar que o verbo haver traz ainda o significado de "possuir", o qual, no entanto, já caiu em desuso.

Exemplos:

Embora já houvesse (possuísse) numerosa família, ainda sustentava cinco cães e quatro gatos.
Eu hei (possuo) um belo automóvel.

Todavia, na formação de "reaver", o verbo haver conserva o sentido de "possuir", já que reaver é "haver de novo", "possuir outra vez".